RD Summit acabou. Foram dois dias inteiros e intensos de conteúdo. Muita coisa rolou no palco principal e também nas trilhas do evento. Não consegui acompanhar todos os conteúdos, mas vi, ouvi e aprendi algumas (muitas) coisas. Fiz várias anotações no Evernote e decidi fazer um compilado das anotações! Afinal, compartilhar conhecimento é sempre bom. Vamos lá? 🙂

Como se tornar um profissional mais produtivo (Christian Barbosa)

  • Não existe falta de foco, existe problema de escolhas. Faça aquilo que dará resultado naquele contexto (trabalho, casa, etc).
  • Não planeje suas atividades somente do dia seguinte, faça um planejamento de pelo menos 3 dias para frente (se conseguir planejar a sua semana, melhor ainda).
  • No meio do caminho é normal o planejamento mudar, se sobrar tempo, antecipe as suas tarefas.
  • Existem 3 tipos de tarefas: Urgente, Importante e ‘Rotineiras’.
  • Não somente faça listas do que você precisa fazer, mas principalmente faça uma lista do que você PRECISA PARAR de fazer.

“Você não precisa administrar o tempo, precisa é administrar a sua vida (…) tempo é riqueza…”

Tendências e desafios do mercado (Pyr Marcondes)

Pyr falou muito sobre o mercado publicitário, de como as agências estão ficando para trás e mostrou a visão dele de como será o futuro das agências.

  1. BV (bonificação por volume) vai de reduzir, até acabar
  2. Rentabilidade tende a cair se não se reinventar
  3. Estruturas vão ser mais enxutas e mais ágeis
  4. Índice de terceirização vai crescer
  5. Perfil cada vez mais consultivo
  6. Mais tech driven
  7. Prototipação como método
  8. Desenvolvimento de produto como meta e novos negócios
  9. Mais habilidades em e-commerce e sales performance

“Agências não sabem o ‘sales performance’ dos seus clientes. Não sabem quando um lead entra e converte. Precisa saber, não é só relacionamento…”

Como começar a trabalhar com Growth Hacking de verdade (Gabriel Costa)

O que empresas de crescimento exponencial tem em comum?

  • Fugiam do Marketing tradicional
  • Times dedicados em Growth Hacking, com conhecimentos heterogêneos
  • Otimização baseada em fatos concretos (sem ‘achismo’)
  • Pensaram em um processo de Growth

Por que processos são importantes?

  • Crescimento
  • Testes rápidos e falhas rápidas
  • Aprendizados

6 passos para começar GH

  1. Qual o problema da sua empresa você quer resolver?
  2. Gere muitas idéias (relacionado ao item 1)
    • Análise e busque “low hanging fruits” (aquelas que qualquer mexida já ajuda)
    • Pesquise por hacks
    • Brainstorming
  3. Estabeleça um processo SIMPLES para a SUA empresa
    • Modelagem e acompanhamento dos experimentos
    • Periodicidade e modelos de gestão
    • Consistência nos experimentos
  4. Faça os experimentos
    • Priorizar as idéias (equilíbrio entre facilidade X impacto)
    • Escolha as ferramentas e prepare o terreno
    • Teste A/B
  5. Análise e colha os resultados
  6. Aplique em macro escala

“Mais do que estudar Growth Hack, você precisa: Aplicar, aplicar, aplicar, mensurar, planejar, aplicar, aplicar…”

Formas efetivas e não convencionais de gerar mais Leads (Diego Gomes)

Métricas Rock Content

  • Sempre crescer 10% mês-a-mês

Os 4 hacks não convencionais da Rock Content

  1. Professor Peçanha
  2. Epic Tools
  3. DIY Ad Network
  4. PR Prince

“PPT: Pega a Porra do Telefone”

Melhores práticas para montar uma estrutura de Customer Success (Guilherme Lopes)

  • Não seja um CS igual o da Tim!
  • Investir em média 10% do custo do produto/solução em CS
  • Cliente precisa ter vários contatos na sua empresa
  • O ideal é que o CS tenha somente uma função

“Quantos REAIS um CS deve atender? Não são clientes, mas sim dinheiro. (Resposta) 1 milhão de reais em receitas recorrente anuais.”

Conciliando o aprendizado de várias escolas de Marketing Digital (Miguel Cavalcanti)

Para que Marketing?

  1. Cliente não te conhece
    • MKT de conteúdo para: Goodwill, Engajamento e Autoridade
    • Mensagem x Mensageiro
    • Skyscrapper Strategy: Pesquisar o que já existe sobre o assunto no digital e fazer um conteúdo mais foda que existe.
    • MultiCast (múltipla distribuição e formatos)
  2. Você não sabe o que o cliente precisa
  3. O cliente não sabe que precisa (não sabe que precisa de você)
    • Vendemos muito funcionalidades, falamos pouco sobre a solução
    • Depoimentos de clientes é muito importante
    • Seu prospect não sabe o que precisa: Precisamos descobrir o que ele quer, precisa. Pergunte sempre!
  4. O problema do cliente não  dói tanto
  5. O cliente não confia em você
  6. O cliente de objeções
  7. O cliente não é seu fã

“Fique aberto para aprender, seja lá com quem seja. Todos os momentos, são momentos de aprendizados. Mesmo em situações inusitadas.”

Painel: Gestão de time de vendas (Giovana Rebellatto, Rafael Assunção e Tiago Brandes)

  • Não existe perfil perfeito para sales
  • Para Inside, interessante é saber usar a voz. Se comunicar bem.
  • Sales precisa ter confiança nele mesmo antes de qualquer coisa
  • Sales precisa ser testado durante o processo, precisa ser feito uma simulação de vendas

“Sales precisa conhecer muito do seu produto/serviço, mas também precisa se conhecer muito bem também. Ter confiança e coragem (…)”

Instagram, Whatsapp, Periscope e Snapchat: quando e como usar para negócios? (Ana Tex)

  1. Conheça muito bem as ferramentas que você tem em mãos
  • Marketing de persuasão te ajudará a liberar os gatilhos mentais dos seus clientes/potenciais clientes
  • Hoje temos muita concorrência, seja de empresas, mas também de atenções (multiplas telas).
  • Conheça muito bem o seu público alvo:
    • Sexo
    • Idade
    • Interesse
    • Geolocalização
    • Quais os hábitos
    • desejos
    • pontos de dores
    • O que ele entende que é a solução?

“Você precisa levar todas as plataformas sociais para dentro do seu funil.”

Como funciona a cabeça de quem você quer atingir (Rogerio Chequer)

Como o ser humano toma suas decisões?

  • Não conseguimos tomar uma decisão só racionalmente. Precisamos da emoção
  • Quem decide no fim das contas é o emocional
  • A decisão cabe para o emocional, mas usamos da razão para dar explicações

Com base nas emoções, como entender e modificar as ações do seu cliente/parceiro

  • Despertar o interesse
    • Fazer questionamentos
    • Surpresa
    • Metáfora
    • Drama
    • Humor
    • Provação
  • História, contar muito boas histórias
    • Histórias com altos e baixos engaja melhor
  • Visual
    • A sensação de profissional é sentida no visual
    • Despertar sentimentos
  • Como promover empatia
    • Use ‘você’
    • Conexão visual única por vez
    • Use pausas no discurso
    • Faça perguntas retóricas
    • Faça perguntas diretas
    • Usar nomes, não excessivamente
  • Tenha
    • Postura
    • Gestos
    • Expressões faciais
  • Respeito ao emocional
    • Subliminar
    • Intangível
    • O que não se vê

“No momentos de decisão, seu cliente/parceiro será ‘afetado’ pela: Estratégia, roteiro, visual e performance”

Uffa! Muitas dicas sensacionais, não? Isso foi só um pouco do que rolou no evento, mas espero que ajude você a se planejar, mas principalmente executar novas ações na sua vida e/ou empresa!

Ah, o pessoal da Imagem Mental, fez ilustrações com as principais ideias de alguns palestrantes. Vou subir no post seguinte e coloco o link aqui para vocês conferirem! 🙂 Até a RD Summit do ano que vem!

You Might Also Like